Draco Malfoy

“- Eu sei, meu pai falou que vai ser um crime se não me escolherem para jogar pela minha casa, e sou obrigado a dizer que concordo. Já sabe em que casa você vai ficar?”
PF, cap. 5, pág. 71

“- Acha o meu nome engraçado, é? Nem preciso perguntar quem você é. Meu pai me contou que na família Weasley todos têm cabelos ruivos e sardas e mais filhos do que podem sustentar.”
PF, cáp. 6, pág. 96

“- Você não vai demorar a descobrir que algumas famílias de bruxo são bem melhores do que outras, Harry. Você não vai querer fazer amizade com as ruins. Eu posso ajudá-lo nisso.”
PF, cap. 6, pág. 96

“- Eu teria cuidado se fosse você, Harry – disse lentamente. – A não ser que você seja mais educado, vai acabar como os seus pais. Eles também não tinham juízo. Você se mistura com gentinha como os Weasley e aquele Rúbeo e vai acabar se contaminando.”
PF, cap. 6, pág. 97

“- Longbottom, se miolos fossem ouro, você seria mais pobre do que Weasley, e isso já é muita coisa.
PF, cap. 13, pág. 193

“- Você está com sorte, Weasley, Potter co, certeza localizou dinheiro no chão!”
PF, cap. 13, pág. 193

“ – De que me serve uma vassoura se não faço parte do time da casa? – respondeu Malfoy, com a cara amarrada. – Harry Potter ganhou uma Nimbus 2000 no ano passado. Permissão especial de Dumbledore para ele poder jogar pela Grifinória. Ele nem é tão bom assim, só que é famoso... famoso por ter uma cicatriz idiota na testa… – […] Todo mundo acha que ele é tão sabido, o maravilhosos Potter com sua cicatriz e sua vassoura…” CS, cap.4, pág 49

“ – O famoso Harry Potter, continuo Malfoy. “não consegue nem ir a uma livraria sem parar na primeira pagina do jornal”” CS, cap.4, pág 58

“ – Inveja? – Disse Malfoy, que não precisava mais gritar: metade do pátio estava escutando. – De quê? Não quero uma cicatriz nojenta na minha testa, muito obrigado. Por mim,  não acho que ter a cabeça aberta faz ninguém especial.” CS, cap. 6, pág 87

“ – Eu sou o novo apanhador da Sonserina, Weasley. O pessoal aqui está admirando as vassouras que meu pai comprou para o nosso time”
CS, cap. 7, pág. 99

“- Ninguém pediu a sua opinião, sua sujeitinha de sangue ruim.”
CS, cap. 7, pág. 100

“- Inimigos do herdeiro, cuidado! Vocês vão ser os primeiros, sangue ruins!” CS, cap. 8, pág 122

“- Arthur Weasley gosta tanto de trouxas que devia partir a varinha e se juntar a eles. Pela maneira como se comportam, nem dá para dizer que os Weasley são puros- sangue.”
CS , cap. 12, pág. 190

“- Azkaban, a prisão de bruxos, Goyle. Sinceramente, se você fosse mais devagar, andaria para trás.”
CS, cap. 12, pág. 191

“- Ah, mais que bobeira a nossa! – caçoou Draco. Devíamos ter feito carinho no livro! Como foi que não adivinhamos!
Eu… eu achei que eles eram engraçados – disse Hagrid, inseguro, para Hermione.
Ah, engraçadíssimos! – comentou Draco. – Uma idéia realmente espirituosa, nos dar livros que tentam arrancar nossa mão.”
PdA, cap. 6, pág. 96

“- Granger, eles estão caçando trouxas – disse Malfoy. – Você vai querer mostrar suas calcinhas no ar? Porque se quiser, fique por aqui mesmo… eles estão vindo nessa direção, e todos vamos dar boas gargalhadas.”
CdF, cap. 9, pág. 100

“- Bom, sem a menor dúvida eu entendo por que estamos tentando manter os bichos vivos – disse Malfoy sarcasticamente. Quem não iria querer animaizinhos de estimação que podem queimar, picar e morder, tudo ao mesmo tempo?”
CdF, cap. 13, pág. 158

“- Encontraram Montague, professor, apareceu entalado em um vaso sanitário no quarto andar.”
OdF, cap. 28, pág. 518

“…quando o Lord das Trevas tomar o poder, será que vai se importar com quantos N.O.M.s e quantos N.I.E.M.s a pessoa obteve? Claro que não…tudo vai girar em torno dos serviços que prestou, a dedicação que demonstrou a ele.
EdP, cap. 7, pág.

“- É melhor você correr, devem estar esperando o “Capitão Eleito”, o “Rapaz que fez o Gol”, ou sei lá qual é o nome que lhe dão ultimamente.”
EdP, cap. 19, pág. 323

“- O senhor não sabe do que eu sou capaz – disse o garoto, com mais firmeza – , o senhor não sabe o que eu fiz!”
EdP, cap. 27, pág. 458

“- Alguém morreu – respondeu Malfoy, e sua voz pareceu subir uma oitava. – Um dos seus… não sei quem,estava escuro… passei por cima do corpo… eu devia estar esperando aqui em cima quando o senhor voltasse, só que aquela sua Fênix se meteu no caminho…”
EdP, cap. 27, pág. 463

“- Mas cheguei até aqui, não? – disse ele lentamente. – Acharam que eu morreria na tentativa, mas estou aqui… e o senhor está em meu poder… sou eu que empunho a varinha… sua vida depende da minha piedade”
EdP, cap. 27, pág. 465

One Response to “Draco Malfoy”

  1. Isabela disse:

    Draco Malfoy. Como sempre, mesquinho!
    Eu amo esse idiota mesmo assim! =D

Leave a Reply