Harry Potter e a Pedra Filosofal

Erros
Alguns pequenos deslizes que podem ter passado despercebidos…

Continuidade: Enquanto estavam sendo selecionados para as casas, Harry olha para o banco dos que serão selecionados, e há apenas três pessoas faltando para serem selecionadas. A Professora McGonagall? então chama o nome de mais quatro crianças.

Continuidade: Harry compra o livro “Mil Ervas e Fungos Mágicos”, mas mais tarde, o título muda para “Cem Ervas e Fungos Mágicos”.

Erro de fato: Na página 25, menciona que a cobra no zoológico piscou para Harry. Cobras não têm pálpebras, então é impossível para elas piscar.

Outro: No Expresso de Hogwarts, Hermione comenta que ela já fez “alguns feitiços simples” para praticar. Mas é estabelecido em outros livros que, assim que eles recebem as suas varinhas, bruxos menores de 17 anos não podem usar magia fora da escola. Sendo super inteligente como ela é (especialmente como uma primeiranista que não estaria disposta a arriscar uma expulsão), Hermione devia saber disso.

Correções
Aquelas dúvidas que os fãs sempre tiveram e sempre tomaram como erros da trama, são finalmente respondidas aqui.

Em “Harry Potter e a Pedra Filosofal”, nos é contado que Tiago Potter (o pai de Harry) era monitor quando ele estava em Hogwarts, mas em “Harry Potter e a Ordem da Fênix”, é Lupin (o lobisomem) que aparece como monitor. Como revelado no livro, cada casa tem um monitor e uma monitora, então ambos não poderiam ter sido monitores. [James nunca foi monitor; ele foi apenas Monitor-Chefe. De acordo com JK Rowling, não é necessária a honra anterior para ficar com a segunda].

Capítulo 6: O embarque na Plataforma 9 e ½, diz que Harry ficou em seu quarto. E Edwiges saía e entrava pela janela aberta. Alguns problemas com isso: nessa fase Harry ainda está dormindo no seu armário (e ainda é chamado de “seu armário” no começo do capítulo, e armários não tem janelas. [Depois da primeira carta de Hogwarts, que Tio Válter confisca, ele e Tia Petúnia deixam Harry ter o segundo quarto de Duda.]

Na página 99, diz que Harry e seus colegas têm aula de Astronomia as quartas-feiras à meia-noite. Mas na página 173 diz, “Quarta-feira à noite Hermione e Harry estavam sentados sozinhos na sala comunal, muito tempo depois de todo mundo ter ido para a cama. O relógio na parede bateu à meia-noite quando o retrato se abriu.” Eles deveriam estar na aula de Astronomia nesse horário. [Já que o dia muda à meia-noite, é possível que “meia-noite de quarta-feira” seja em referência a que a aula deve acontecer no que nós pensaríamos como terça-feira à meia-noite. Portanto, a cena da sala comunal, que se passou em uma noite de quarta-feira, teria sido a noite seguinte.]

Deixe uma resposta

  1. Outro: No Expresso de Hogwarts, Hermione comenta que ela já fez “alguns feitiços simples” para praticar. Mas é estabelecido em outros livros que, assim que eles recebem as suas varinhas, bruxos menores de 17 anos não podem usar magia fora da escola. Sendo super inteligente como ela é (especialmente como uma primeiranista que não estaria disposta a arriscar uma expulsão), Hermione devia saber disso.

    Sempre pensei que, antes deles realmente irem pra escola, essa regra não existe, já que crianças não conseguem controlar a magia. O Fred também transformou o ursinho do Rony em uma aranha quando eles eram crianças. Então sempre pensei que, antes deles efetivamente começarem a frequentar a escola, essa lei não existe. hahaha

    • E eu pensei que a regra dizia que não poderia realizar feitiços na presença de um Trouxa, ou seja, fora da presença destes era possível, assim como Harry usava “Lumos” pra estudar em casa para que os tios não o pegassem estudando durante o dia ou com a luz acesa ‘-‘

  2. Não fala quando a Hermione fez os feitiços; pode ter sido no expresso de Hogwarts.
    Quanto aos gêmeos terem transformado o urso do Ron. No livro 2, fala que o ministério identifica onde foi feita a magia, mas não quem fez..

  3. Continuidade: Enquanto estavam sendo selecionados para as casas, Harry olha para o banco dos que serão selecionados, e há apenas três pessoas faltando para serem selecionadas. A Professora McGonagall? então chama o nome de mais quatro crianças.

    Não. Ela chama o nome de mais 3 crianças mesmo. A Lisa Turpin que se torna uma corvinal, o Rony e o Blás Zabini que se torna um sonserino.

    Continuidade: Harry compra o livro “Mil Ervas e Fungos Mágicos”, mas mais tarde, o título muda para “Cem Ervas e Fungos Mágicos”.

    Isso não é erro da história, nem nada assim e sim um erro de tradução.

  4. Alguns erros, devo dizer, não são da autora e sim da tradutora. A parte que vocês disseram sobre o Harry olhar pro banco e dizer que faltam três pessoas para ser selecionadas é verdade, em português. No original em Inglês, é dito que faltavam QUATRO pessoas, e a primeira dessas quatro era o Dino Thomas. E é neste momento que é dito que o Thomas é negro. No livro em português NÃO FALA que ele é negro.