Dobby

“ – Ofender Dobby! – engasgou-se o elfo – Dobby nunca foi convidado a se sentar por um bruxo… como um igual” CS, cap.2, pág 18.

“ – Harry Potter pergunta se pode ajudar Dobby… Dobby ouviu falar de sua grandeza, senhor, mas de sua bondade Dobby nunca soube.”  CS, cap. 2, pág 19. 

“ – Ah, meu Senhor – exclamou, secando o rosto com a ponta da fronha suja que usava. – Harry Potter é valente e audacioso! Já enfrentou tantos perigos! Mas Dobby veio proteger Harry Potter, alerta-lo, mesmo que ele tenha que prender as orelhas na porta do forno depois… Harry Potter não deve voltar a Hogwarts.”  CS, cap. 2, pág. 20.

“ – Alvo Dumbledore é o maior diretor que Hogwarts já teve. Dobby sabe disso, meu senhor. Dobby ouviu dizer que os poderes de Dumbledore se rivalizam com os d’Ele-Que-Não-Deve-Ser-Nomeado, no auge de sua força. Mas, meu senhor… – a voz de Dobby se transformou em um sussurro urgente – há poderes que Dumbledore não… poderes que nenhum bruxo decente…”  CS, cap. 2 pág. 21.

“ – Harry Potter arrisca a própria vida pelos amigos! Gemeu Dobby numa espécie de êxtase de infelicidade – Tão nobre! Tão valente! Mas ele precisa se salvar, deve, Harry Potter, não deve…” CS, cap. 10, pág. 155.

“ – Harry Potter é muito maior do que Dobby pensou! – soluçou. – Adeus, Harry Potter!” CS, cap. 18, pág 285.

 

“ – Meu senhor, o senhor é muito bondoso! – guinchou ele com os olhos transbordantes de lagrimas, fazendo profundas reverencias para Rony. – Dobby sabia que o senhor devia ser um grande bruxo, porque é o maior amigo de Harry Potter, mas Dobby não sabia que também era tão grande em generosidade de alma, tão nobre, tão sem egoísmo. ” CdF, cap. 23, pág 325.

Leave a Reply